Família e polícia continuam sem pistas de criança desaparecida há 24 dias em MS

​Tristeza, saudade e angústia são os sentimentos que aumentam a cada dia que sem informações sobre Kauan Andrade Soares dos Santos, de 9 anos. O menino está desaparecido desde o dia 25 de junho, quando saiu de casa para brincar com amigos na região do Coophavila I em Campo Grande.

O caso é investigado por equipe da Depca (Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente). Desde que o desaparecimento foi divulgado, familiares e a polícia receberam dezenas de informações, mas de acordo com o delegado Paulo Sérgio Lauretto, até esta quarta-feira (19), ainda não há pista relevante sobre o garoto.

“Disseram que ele estava cuidando de carros no Coophavila, depois, que o viram em Sidrolândia. São muitas informações, não descartamos nenhuma, mas até agora elas não nos levaram ao garoto. Continuamos investigando”, diz o delegado.

Com a voz embargada, Janete dos Santos Andrade, de 35 anos, conta cada dia sem a companhia do filho.

“Já são 24 dias, quase um mês sem ele. Meu coração não aguenta de tanta saudade. Estamos [a família] muito tristes, meu filho é um menino muito alegre, mas passam tantas coisas pela minha cabeça”, lamenta.

A última notícia, conforme familiares, é de que Kauan foi visto em uma feira em Sidrolândia- distante 70 quilômetros de Campo Grande. “Fomos até lá, mas não encontramos nenhuma outra pista”, diz uma tia.

Informações sobre o menino podem ser repassadas à Depac: (67) 3312-5700, ou aos familiares por meio dos telefones: (67) 99338-8493 e (67) 992986985.

 

*Midia Max