Suspeito de roubar mais de dez fazendas e foragido da justiça são presos em Rio Verde-GO

A Polícia Civil, através do Grupo Especial de Repressão a Crimes Contra o Patrimônio (Gepatri), prendeu na manhã desta terça-feira (8), Ronaldo Pinheiro Borges, de 39 anos, suspeito de estar envolvido em mais de 10 roubos a propriedades rurais em Rio Verde.
De acordo com o delegado Carlos Roberto Batista, titular do Gepatri, a investigação já ocorria há algum tempo. “Tínhamos informações de roubos em fazendas e também de roubos a vendas que acontecem na zona rural. Iniciamos a investigação e chegamos até o Ronaldo, que foi reconhecido pela maioria das vítimas. Localizamos o suspeito, pedimos sua prisão ao Poder Judiciário e nesta terça demos cumprimento”, disse o delegado.
As investigações em relação aos roubos continuam. “Queremos prender os outros criminosos que efetuaram os roubos. Em alguns casos, eles amarravam os caseiros ou proprietários, e a partir do final de 2018, começaram também a praticar roubos nas vendas que ocorrem na zona rural. Ronaldo já era investigado e as vítimas o reconheceram com absoluta certeza, pelas características físicas e através das fotos que mostramos”, complementou o delegado.
Finalizando, ele disse que a polícia trabalha para tentar recuperar o que foi roubado. “Por enquanto ainda não conseguimos recuperar, e essa é uma das nossas principais preocupações. Já temos uma linha de investigação e estamos atrás de possíveis pessoas que possam ter comprado os produtos roubados”, concluiu o delegado.
Furto à residência e por porte ilegal de arma
Além de Ronaldo, a Polícia Civil também deteve na manhã desta terça-feira (8), Fernando Alves Costa, de 28 anos, por porte ilegal de arma. A ação também foi feita por agentes do Gepatri.
De acordo com o delegado havia um mandado de prisão em aberto contra o suspeito. “Iniciamos uma investigação quanto a furtos a residências em Rio Verde, e chegamos a possível participação dele. Descobrimos que havia um mandado de prisão em aberto e fomos cumprir. Localizamos uma arma de fogo em sua residência e efetuamos a prisão em flagrante”, disse.
Ainda segundo o delegado, o crime por porte ilegal de arma é afiançável. “Ele foi preso em flagrante, e estamos cumprindo o mandado de prisão por investigações anteriores. Fernando permanece preso e ficará a critério do juiz que expediu o mandado se ela continuará detido”, finalizou Carlos.

FOTO: Felipe Vieira
Suspeito de roubo (camisa listrada) e foragido flagrado com arma por agentes do Gepatri

Fonte: Diário do Rio Verde

Comentários estão fechados.