Onze bandidos que assaltaram agência do Bradesco de Águas Belas tombam sem vida crivados de balas

Os criminosos reagiram a abordagem dos homens da lei e começou um intenso tiroteio. “Na chuva de balas” 11 caíram sem vida.

Uma operação da Polícia Civil de Alagoas, na tarde desta quinta-feira (08), resultou em um confronto e 11 suspeitos de serem assaltantes de banco morreram. A ação foi desencadeada na zona rural entre as cidades de Santana do Ipanema e Dois Riachos, no Sertão alagoano.

A polícia foi cumprir mandados de prisão, os suspeitos reagiram, houve uma intensa troca de tiros e os criminosos morreram. Eles explodiram a agência do Bradesco de Águas Belas, em Pernambuco, na madrugada desta quinta. Nenhum policial ficou ferido. Outros integrantes da quadrilha conseguiram fugir.

Os policiais apreenderam dois fuzis, quatro espingardas calibre 12, pistolas, coletes balísticos, munições, explosivos e outros materiais.

Onze mortos

A casa em que a quadrilha se escondia está localizada no povoado Areia Branca, em Santana do Ipanema, sertão alagoano, a cerca de 35 quilômetros de Águas Belas. De acordo com delegado, cerca de 30 agentes, contando com o apoio do agrupamento aéreo em um helicóptero, montaram um cerco no local. “Quando nós demos voz de prisão para que eles saíssem da casa, eles começaram a disparar”, explicou. Na troca de tiros, não houve policiais feridos e nenhuma viatura foi atingida.

“É um milagre estarmos vivos. A troca de tiros foi intensa”, acrescentou o policial.

Ao todo, 11 suspeitos morreram no confronto. Até o momento da publicação desta matéria, as identidades dos mortos não tinham sido reveladas. “É um grupo que tinha explosivistas dos mais perigosos do Nordeste, que atuaram em diversos estados. Muitos deles eram conhecidos”, disse o delegado Fábio Costa.

Comentários estão fechados.